Com entrada no Minas Consciente, apenas serviços essenciais deverão permanecer abertos em Valadares, entenda:

EM DIREITA 30/07/2020 Relatar 我要评论

A partir de sábado, 1º de agosto, a flexibilização ou não do comércio fica por conta do Governo de Minas Gerais. Assim, o prefeito de Governador Valadares, André Merlo (PSDB), resumiu a adesão do município ao programa estadual Minas Consciente.

Conforme acordo feito com o Ministério Público, . Pelas atuais regras do , apenas serviços essenciais deverão permanecer abertos no município.

Em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (30), o prefeito afirmou que o acordo com o Ministério Público será cumprido. Mas, com a expectativa de que novas regras sejam publicadas no sábado, André Merlo avalia que ainda há dúvidas quanto aos protocolos para cumprimento do Minas Consciente.

“Ontem (29), na live do governador, onde estavam presentes o secretário estadual da Saúde e o secretário de Governo, , mas até este momento ninguém entendeu nada”, disse o prefeito.

Apenas serviços essenciais

Mesmo com as restrições ao funcionamento do comércio, André Merlo descarta, neste momento, a possibilidade de lockdown, o confinamento total. Com a entrada no Minas Consciente, Valadares entra na classificação de “Onda Vermelha”, na qual permanecerão abertos apenas serviços essenciais, como supermercados, farmácias e postos de combustíveis, entre outros.

Favorável à flexibilização da abertura do comércio, o prefeito valadarense ressalta que a adesão ao programa acontecerá para cumprir uma determinação judicial. Mas, para Merlo, as novas restrições ao comércio são consideradas um retrocesso que deve gerar impactos negativos na economia.

“Até sexta-feira, Valadares está cumprindo o decreto municipal ainda vigente. A partir de sábado, toda essa questão fica por conta do governo do Estado, através do Minas Consciente, mas ninguém sabe ainda o que fazer e o que seguir”, complementou o prefeito.

Municípios do entorno

Embora tenho feito uma análise de que as regras do Minas Consciente ainda não estão totalmente esclarecidas, André Merlo demonstrou preocupação com os protocolos do programa que permitam maior flexibilização dos municípios do entorno de Valadares. André Merlo teme que uma maior abertura em cidades de pequeno porte provoque sobrecarga no sistema de saúde valadarense.

“Pelo que foi explicado ontem muito rasamente pelo governador, as cidades de até 30 mil habitantes praticamente ficariam abertas, porque elas não têm transporte público ou grandes aglomerações. Mas, como uma cidade polo, que recebe essas todas, ficaria fechada, e essas cidades abertas? É uma preocupação, inclusive com a saúde pública”, admitiu o prefeito.

Clique na segunda página para continuar navegando
用户评论
X
Relatar
Use um endereço de e-mail real. Se não pudermos entrar em contato com você, não poderemos processar seu relatório.