TEMPESTADES NO SUL PELA PASSAGEM DO CICLONE BOMBA NO SUL DO BRASIL

Filomena 01/07/2020 Relatar Quero comentar

A Marinha emitiu um comunicado para alertar que a região Sul deve ter mar agitado e ondas de até 7 metros nas próximas horas. Algumas regiões montanhosas de Santa Catarina podem ter ventos de até 140 km/h.

Os vendavais que já estão sendo provocados pelo ciclone podem arrancar telhas de imóveis e causar tempestades.

Segundo o especialista do Inmet há cerca de um mês ocorreu outro ciclone como este. A diferença é que o último foi mais fraco e apenas tangenciou o Rio Grande do Sul, como fará desta vez em São Paulo.

Não é hora de pescar'' type='text' > ' Não é hora de pescar '

O meteorologista do Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura de São Paulo (CGE) Thomaz Garcia disse que a previsão para São Paulo é uma queda nas temperaturas e chuva, mas sem a mesma intensidade das que ocorreram no último fim de semana.

"Pode ocorrer chuvas isoladas nesta madrugada e início da manhã. A previsão é que ocorram ventos com rajadas de até 60 km/h, com uma grande queda da temperatura até pelo menos no fim de semana", afirmou Garcia.

Ele afirmou que a principal recomendação é se proteger e não entrar no mar.

"O ciclone vai causar uma grande agitação marítima com muita ressaca no litoral. Não é hora de sair para pescar. Esse ciclone causa uma queda abrupta de pressão atmosférica. No centro dele tem ar frio que gira em sentido horário causando ventos fortes e chuva", disse.

Nesta terça-feira, o Corpo de Bombeiros do Estado informou que foram registrados 50 chamados para quedas de árvores nas últimas horas na cidade de São Paulo. O porta-voz dos bombeiros, o major Marcos Palumbo, disse que a provável causa são "ventos fortes de até 53 km/h".

O registro mais grave, segundo ele, foi a queda de uma árvore de grande porte sobre duas casas na Vila Mariana, na capital. Ninguém ficou ferido.

Comentário do usuário