Soem o alarme: a democracia brasileira está ameaçada

Em Diteita II 10/08/2020 Relatar Quero comentar

O artigo, cuja URL colo abaixo, é de 22/04/2020, mas continua atual. Aliás, continuará atualíssimo enquanto na Câmara tivermos um “Primeiro Ministro”, sem grau acadêmico e enrolado na Lava Jato, atuando firme no boicote ao Executivo.

Continuará atualíssimo enquanto o Senado for dirigido por um comerciário, também enrolado com a Justiça, também iletrado, fazendo um “pas de deux” diabólico com o “Primeiro Ministro” da Câmara.

Aliás, tanto mais atual é a entrevista de Roberto Jefferson dada ao programa “Pingos nos I’s”, inclusa no artigo cujo link vai abaixo.

Jefferson, que já cunhara a expressão “Mensalão”, agora cunha o “Covidão”, já em pleno andamento e já produzindo as primeiras prisões.

Jefferson, que de bastidores políticos conhece tudo, dá uma verdadeira aula de História Contemporânea focada no tripé Rodrigo Maia, David Alcolumbre e Dias Toffoli, o jurista sem obra jurídica e reprovado em dois concursos públicos para juiz substituto.

Aliás, em termos de currículo acadêmico e formação intelectual, não será totalmente despropositado aplicar a esses três o velho ditado latino: “Asinus asinum fricat”. Se considerarmos a desenvoltura de articulação dos três nas sombras, o ditado latino cai como uma luva.

A leitura e o entendimento do que Roberto Jefferson ensina é fundamental para que a Nação se alevante e consiga obstaculizar a reeleição casuística e imoral (através de emenda constitucional, isto é, de uma PEC) desses dois dançarinos perniciosos ao Brasil.

Portanto, cidadão amante da democracia e da verdadeira Justiça: leia (ou releia) o meu artigo posto abaixo e, PRINCIPALMENTE, ouça a trombeta cívica de Roberto Jefferson tocando o alarme contra a sabotagem ao Brasil, liderada pelos presidentes da Câmara, do Senado e com a anuência tácita, mas relevante, de parte do STF. O vídeo de Jefferson é parte integrante do artigo:

Comentário do usuário