Após citar que 'salvou as filhas', Kanye West diz que Kim tenta interná-lo

Matérias Oficiais(+10% Clicks) Amélia 21/07/2020 Relatar Quero comentar

Kanye West ontem, em seu primeiro comício para ser presidente dos Estados Unidos, gritou: "Eu quase matei minha filha! Eu quase matei minha filha!". Hoje, ele afirma que a mulher, Kim Kardashian, está tentando interná-lo em uma clínica psiquiátrica.

O novo "surto" do rapper começou por volta das 23h30, com uma série de posts no Twitter sem muito nexo. Veja:

"Kim estava tentando viajar para Wyoming com um médico para me internar como no filme 'Corra!', só porque eu chorei para salvar a vida as minhas filhas ontem."

O que rolou no comício ontem

O cantor norte-americano estreou oficialmente na política ontem. Em um comício realizado em Charleston, na Carolina do Sul, West, que tem a intenção de concorrer como candidato independente à Presidência dos EUA, vestiu um colete à prova de balas e ostentava um "2020" aparado em seus cabelos.

Em seu discurso, detalhado pelo site TMZ, ele fez críticas à abolicionista Harriet Tubman, afirmou que os democratas nunca "fizeram nada pelos negros" e deu declarações em que sugere ser contra o aborto e a pílula do dia seguinte.

Sobre Tubman, considerada uma das principais figuras do abolicionismo norte-americano (ela comandou missões em Maryland no século 19 nas quais conseguiu libertar entre 60 e 70 escravizados), Kanye West afirmou que ela "nunca realmente libertou os escravos, ela apenas mandou os escravos trabalharem para outras pessoas brancas".

Em outro momento que chamou a atenção, Kanye deu a entender que é contrário ao aborto e às pílulas anticoncepcionais. Aos prantos, ele gritou "eu quase matei minha filha! eu quase matei minha filha!". "Sem mais plano A, ou plano B", complementou o cantor.

Segundo o site da revista US Magazine, a fala do cantor remete a quando Kim Kardashian, socialite com a qual é casado, descobriu que estava grávida. Quando ela disse a ele a notícia, ambos cogitaram "tomar uma pílula para interromper a gravidez". West afirmou que, caso ela queira se divorciar dele após esse discurso, ao menos eles têm agora North (filha do casal).

Ele alternou seu humor durante o comício, com risadas, momentos de raiva e de choro. Ainda na pauta do aborto, ele afirmou que sua mãe, que já morreu, teria salvo sua vida ao recusar o pedido de seu pai para que ela interrompesse a gestação.

Comentário do usuário