Caso Maria Eduarda: Justiça determina que Estado indenize a família da jovem á R$ 1 milhão de reais

Yasmim 17/06/2020 Relatar Quero comentar

A família da jovem Maria Eduarda que foi vitima de uma bala perdida enquanto estava dentro das dependências de uma escola em Acari, localizada na Zona Norte do Rio, será indenizada pelo estado do Rio de janeiro.

A jovem de apenas 13 anos, foi morta com tiros de fuzil que teriam saído da arma de um policial, a família será indenizada por danos morais e receberão o valor de R$ 1 milhão do estado, conforme determinado pela justiça.

O caso ocorreu no anos de 2017 e só agora a justiça determinou a sentença, conforme anunciado pela justiça, juiz André Pinto que conduziu o veredito.

Ele determinou que fosse pago ao pais de Maria Eduarda o valor de R$ 280 mil, e para os 5 irmão da jovem que cada um recebesse o equivalente á R$ 90 mil reais cada, além de juros e correção monetária.

Ainda sob determinação do juiz, o estado precisará arcar com o valor utilizado pela família para fazer o funeral da jovem que ficou em R$ 2 mil reais, e continuar arcando com o valor que vem sendo utilizado para o tratamento psicológico e psiquiátrico que vem sendo disponibilizado á família da vitima.

No entanto, o juiz não achou necessário indenizar um casal de tios e dois primos da jovem, portanto o pedido feito por eles teria sido negado.

Durante a sentença, o juiz declarou que era totalmente previsível que uma incursão policial em uma comunidade taxada como violenta pudesse ocasionar um confronto e troca de tiros.

Foi considerado que havia iniciado o confronto lá pelas duas horas da tarde, momento em que muitas pessoas estavam nas ruas, e assim seria inevitável que alguém pudesse der atingindo.

Ela ainda afirmou que tragedias desse tipo por ser perfeitamente evitadas que ocorram, fazendo o uso de medidas preventivas de segurança e ação inteligente por parte dos profissionais que atuam na policia.

Comentário do usuário
X
Relatar
Use um endereço de e-mail real. Se não pudermos entrar em contato com você, não poderemos processar seu relatório.