Ativista Sara Winter é presa pela Polícia Federal por atos antidemocráticos

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Beatriz 16/06/2020 Relatar Quero comentar

A ativista pró Bolsonaro, Sara Winter, foi presa temporariamente por promover e participar de movimentos com pautas antidemocráticas. 

Ela é uma das coordenadoras do grupo "300 do Brasil" que defende o fechamento do Supremo Tribunal Federal e do Congresso Nacional. Outras cinco pessoas também foram presas.

No fim de semana, o grupo soltou fogos de artifícios em direção ao prédio do Supremo e um dos manifestantes, Renan Sena, chegou a ser preso, mas já foi liberado. 

A Procuradoria Geral da República acatou o pedido do presidente do Supremo, Dias Toffoli e abriu investigação sobre os ataques ao STF. 

Confira nas multiplataformas do Jornal da Record os quatro boletins diários que vão ao ar também na Record TV e ainda uma versão exclusiva para o digital.

Assiste o vídeo: 

Gostou dessa matéria? Compartilhe para seus amigos e familiares! Obrigada!

Comentário do usuário