Explosões em Beirute deixaram mais de 100 mortos, aponta Cruz Vermelha

Mari... 05/08/2020 Relatar Quero comentar

São Paulo - Mais de 100 pessoas morreram, e mais de 4 mil ficaram feridas, nas  ocorridas no porto de Beirute, nesta terça-feira, e que devastaram bairros inteiros da cidade, aponta um novo relatório divulgado nesta quarta pela Cruz Vermelha Libanesa.

Até agora, mais de 4.000 pessoas ficaram feridas, e mais de 100 perderam a vida. Nossas equipes ainda estão realizando operações de busca e salvamento nas áreas circundantes", afirmou o comunicado da Cruz Vermelha.

Explosões

O setor portuário foi isolado pelas forças de segurança após as explosões e nos arredores foram causados muitos danos e destruição. Janelas de muitos prédios e vitrines de lojas quebraram nos arredores após as explosões. Nuvens de fumaça laranja podiam ser vistas no céu da capital.

Duas horas após a explosão, chamas ainda podiam ser vistas na área. Um helicóptero carregava água do mar para apagar os incêndios.

"Vimos um pouco de fumaça e depois uma explosão. E então um cogumelo (de fumaça). A força das explosões nos arremessou para dentro do apartamento", diz um morador do bairro Manssouriyeh, que viu a explosão de sua varanda, a vários quilômetros do porto.

Após as explosões, muitos moradores, alguns deles feridos, andavam pelas ruas em direção aos hospitais.

Em frente ao centro médico de Clémenceau, dezenas de feridos, incluindo crianças cobertas de sangue, aguardavam atendimento, constatou um jornalista da AFP.

Segundo testemunhas, as deflagrações foram ouvidas até mesmo na cidade costeira de Larnaca, no Chipre, a mais de 200 km da costa libanesa.

 

Comentário do usuário
X
Relatar
Use um endereço de e-mail real. Se não pudermos entrar em contato com você, não poderemos processar seu relatório.