Gabriel Monteiro demonstra "inocência" e será reintegrado a PM (veja o vídeo)

EM DIREITA 07/08/2020 Relatar Quero comentar

Na noite desta quarta-feira, 05, a Polícia Militar do estado do Rio de Janeiro (PMERJ) emitiu uma nova nota sobre o policial militar e youtuber Gabriel Monteiro.

O texto reitera que Gabriel foi excluído da Corporação por "crime de deserção", como prevê o art. 187 do Código Penal Militar e que todo o “procedimento seguiu conforme o regulamento interno”, porém devido a sua apresentação na corporação nesta quarta e com os documentos de licença médica, ele será reintegrado.

Mesmo assim, Gabriel ainda responderá pelo tal crime.

Segundo a PMERJ, Gabriel Monteiro possui 52 faltas e “outras transgressões”, possuindo o conceito ‘mau’ em sua ficha disciplinar, que é a pior das cinco classificações possíveis.

Leia a nota na íntegra:

“A PMERJ esclarece que o Sd Gabriel Monteiro foi excluído da Corporação por crime de deserção, como prevê o art. 187 do Código Penal Militar. Ele não se apresentou ao serviço desde o dia 22/07. Seguindo o regulamento interno, o comando da sua unidade enviou, diariamente, após o segundo dia de falta, uma viatura ao endereço do policial, repetindo a ação até completar o prazo para caracterizar a deserção. O policial não foi localizado. Em relação à licença médica, o documento não foi apresentado pelo policial à sua Unidade, conforme previsto no art. 43 da Resolução 210 da Corporação. Após a publicação de sua expulsão, o policial se apresentou no 34BPM. A partir disso, seguindo o rito previsto, ele será reintegrado e responderá pela deserção, assim como continuará respondendo à Comissão de Revisão Disciplinar, instaurada por quebra de hierarquia. Por possuir 52 faltas e outras transgressões, o Sd Gabriel Monteiro possui conceito ‘mau’ em sua ficha disciplinar, a pior das cinco classificações possíveis. E desde que chegou ao 34BPM, em 16/03, dos 45 serviços que foi escalado, faltou 20, sendo seis de forma justificada.”

Gabriel Monteiro publicou um vídeo em seu canal recentemente onde mostra a conversa que teve com o tenente-coronel que assinou sua dispensa.

Confira:

Comentário do usuário
X
Relatar
Use um endereço de e-mail real. Se não pudermos entrar em contato com você, não poderemos processar seu relatório.