Homem é preso por envenenar máscara facial de sua ex-mulher com veneno para matar baratas

Yasmim 23/06/2020 Relatar Quero comentar

Um caso inacreditável aconteceu na madrugada da última segunda-feira (22) em Presidente Prudente que fica no interior de São Paulo, onde um homem de 55 anos de idade foi preso acusado de colocar veneno de matar baratas e outros insetos nas máscaras de proteção facial que sua ex-mulher iria usar pela manhã.

A mulher chamou a polícia e disse que sua casa foi invadida pelo ex que a ameaçou e a agrediu e também danificou toda sua casa. A mulher tinha uma medida protetiva contra o ex por causa de agressões que aconteceram em outras ocasiões.

No momento em que fazia a denúncia a mulher que tem 44 anos ainda mostrou aos policiais duas máscaras que estavam sobre a pia e ao lado das máscaras estavam uma lata de inseticida que o ex-marido havia usado para envenenar as máscaras sem que a mulher soubesse.

A mulher iria usar as máscaras para sair de casa de manhã, a polícia verificou e encontrou sinais do inseticida nas máscaras que foram recolhidas e levadas para perícia. O homem foi localizado pela polícia e detido em um carro que estava parado a poucos metros da casa da ex-mulher.

Quando questionado sobre o caso ele negou tudo, mas disse aos policiais que está infectado por coronavírus. Os policiais então levaram o homem até uma Unidade de Atendimento de Saúde onde ele foi examinado e deu negativo para coronavirus.

Comentário do usuário
X
Relatar
Use um endereço de e-mail real. Se não pudermos entrar em contato com você, não poderemos processar seu relatório.