Casal é preso suspeito de abusar de criança na Grande BH; ‘Mãe era principal mentora’, diz delegada

Mari... 27/07/2020 Relatar 我要评论

“A mãe era a principal mentora desses abusos, ela que incentivava o padrasto a realizar. Ela que iniciou esses abusos, de fato”, afirmou a delegada Mellina Clemente.

O caso, classificado como repugnante pelos delegados, passou a ser investigado no último dia 19, quando o pai biológico e uma prima da vítima acionaram a polícia.

“Esse caso choca a todos, deixa todos estarrecidos”, disse o delegado Luciano Guimarães.

De acordo com Mellina, a criança enviou um áudio para uma tia pelo celular narrando todo o abuso.

"Era um pedido de socorro, um pedido para que acreditassem nela e para que essa tia não tivesse nojo dela [menina]", disse a delegada.

O pai biológico é quem tem a guarda da filha, mas a garota passava temporadas na casa da mãe. Segundo a delegada, os detidos, que são surdos, têm uma filha de 2 anos, e a grande preocupação da criança de 9 anos era evitar que os abusos também ocorressem com a irmã.

As investigações apontam que o crime acontecia desde quando a menina tinha 5 anos. Conforme a apuração da polícia, a mãe seria a principal abusadora.

“Talvez seja isso o que mais choque no caso. É uma mãe, que deveria zelar e cuidar dessa criança e, na verdade, ela que abusava. Ela que causava esses danos terríveis a essa criança. É isso que traz ainda mais repugnância nesse caso”, destacou a delegada.

Mãe negou, padrasto confessou

Como os suspeitos são surdos, o depoimento deles foi acompanhado por um intérprete. Segundo a delegada, a mãe negou o crime e imputava eventuais abusos a parentes do ex-companheiro. Já o padrasto da criança confessou o crime e deu detalhes, que eram bastante condizentes ao relato da criança.

A menina foi submetida à avaliação psicológica e ao exame de corpo de delito.

“A avaliação psiquiátrica apontou indícios de danos psicológica de fato, comuns a vítimas de violência sexual, e o exame de corpo de delito também deu positivo no sentido da ocorrência de violência sexual”, explicou a delegada.

Com os suspeitos, os policiais apreenderam aparelhos eletrônicos, além de vídeos pornográficos. Eles vão responder por estupro de vulnerável e satisfação da lasciva em frente de criança e adolescente.

用户评论
X
Relatar
Use um endereço de e-mail real. Se não pudermos entrar em contato com você, não poderemos processar seu relatório.