Doria dá notícia animadora sobre vacina contra Covid-19; prazo para chegada do imunizante no SUS é revelado

Yasmim 28/08/2020 Relatar Quero comentar

Em meio ao cenário de calamidade na saúde nacional por conta da pandemia, a chegada de uma vacina contra a Covid-19 é aguardada com grande esperança. Um dos palcos de testes da Coronavac, imunizante desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac, o estado de São Paulo recebeu uma boa notícia nesta quarta-feira (26), através de seu governador.

Em coletiva realizada nesta manhã, João Doria projetou que a vacina chinesa pode estar disponível no Sistema Único de Saúde (SUS) a partir do mês de dezembro. O avanço disso dependerá dos resultados positivos da terceira fase de testagem, bem como do aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa.

Apesar da boa notícia, a primeira leva de doses do imunizante não seria o suficiente para atender toda a população brasileira já no fim do ano, uma vez que devem ser disponibilizadas cerca de 45 milhões da China para o Brasil.

“Se tivermos esta terceira fase de testagem bem concluída no final do mês de outubro, ou no máximo até a primeira quinzena de novembro, já em dezembro deste ano teremos a vacina disponível para a imunização da população brasileira”, disse Doria, ressaltando que isso dependerá dos outros pontos (citados acima).

Produção nacional

Em caso de aprovação da Anvisa, o imunizante Coronavac passaria a ser produzido pelo Instituto Butantan, que no momento tem condições de produzir cerca de 120 milhões de doses. Este quantitativo seria suficiente para vacina 60 milhões de pessoas. 

O Instituto Butantan tenta duplicar a sua capacidade de produção, mas para isso precisará de R$ 130 milhões da iniciativa privada, cerca de 96 milhões já foram arrecadados até o fim de julho.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário