Menino de 12 anos estaria por trás do perfil do homem pateta em SP levando crianças a se auto-mutilar e até ao auto-extermínio

Fatos & Notícias 15/07/2020 Relatar Quero comentar

Menino de 12 anos é identificado com homem Pateta em São Paulo e revelou que tudo não passava de uma brincadeira

Um menino de 12 anos que mora em Sorocaba que fica no interior de São Paulo foi alvo de um mandado de busca e apreensão por parte da Polícia civil na última sexta-feira 10.

A polícia acredita que o menino de 12 anos está por trás das atuações na internet usando o personagem conhecido como homem Pateta que tinha como objetivo ameaçar crianças pela rede através de uma aplica aplicativo de mensagem lançando desafios que levassem as crianças a se auto-mutilar e até ao suicídio.

De acordo com a Polícia Civil o menino usava a internet para fazer amizade com crianças e dizia ser um conhecido da família delas e que sabia onde as crianças moravam e que algo de mal poderia acontecer com a criança e com sua família se ela não aceitasse o desafio proposto pelo suposto homem Pateta.

A polícia conseguiu chegar até ao garoto através do celular das vítimas. Ele foi preso e levado para a Delegacia Seccional de Sorocaba lá foi ouvido e revelou para polícia que tudo não passava de uma brincadeira.

O caso foi repassado para Vara da Infância e da Juventude da cidade de Sorocaba e o menino foi liberado, mas a polícia apreendeu o celular dele.

Se o menino for considerado culpado pela Vara da Infância e Juventude ele não irá preso por causa de sua idade por ser menor de 18 anos, mas poderá receber medidas socioeducativas e também ter a liberdade privada com limite de até 3 anos e ainda poderá responder por crime de instigação ao suicídio e a ameaça.

O menino chegou a confessar que enviava as mensagens, mas disse que tudo não passava de uma brincadeira. O menino teve a identidade preservada, no mês de junho vários perfis que usavam o nome de Jonathan Galindo apareciam com imagens do Homem Pateta e os pais já ficaram em alerta, pois as contas estariam sendo usadas para levar as crianças a se auto-mutilarem e desenvolver e incentivar pensamentos suicidas nas crianças.

Via: 

Comentário do usuário